[REVIEW SÉRIES] – Game of Thrones – Episódio 1: Winter Is Coming (HBO)

Bom, dois avisos:

1) Não é uma resenha, são comentários soltos sobre o primeiro episódio, que finalmente estreiou na HBO pátria! Mais para quem leu o livro, apesar de que um espectador novato pode ler e comentar sem problemas. Faço a resenha evitando spoilers, claro.

2) Não prometo resenha para todos os episódios (ainda mais porque não tou resenhando, né?).

(aviso-bônus: Minha trilogia temática sobre a série de livros BEM AQUI )

***

E finalmente o inverno chegou ao Brasil! Estreiou ontem na HBO a série Game of Thrones, baseado nos livros da série A Song of Ice and Fire da qual você, leitor do blog, já deve ter cansado de ouvir falar aqui (mas sinto que nunca é o bastante). Como já falei antes, uma série HBO é garantia de cuidado e qualidade – e minha reação, ao ver todo o cuidado da produção, foi de que todas as minhas expectativas tinham sido cumpridas e superadas por muito. Foi uma espécie de “ver o sonho se tornar real”, que não dá para dizer. Falarei em tópicos para expor tudo o que gostaria de falar:

– A cena do prólogo, quinze minutos assustadores e muito bem construídos. A disposição dos corpos quase ritualisticamente, um Outro aos olhos do público e que ficou assustador e inumano na medida (agora se chamam “White Walkers” para não serem confundidos com aqueles outros Outros), zumbis e carnificina. E, claro, neve, escuridão e a certeza de que há algo do outro lado da Muralha pronto para despertar…

– As cenas de Winterfell ficaram irretocáveis, tanto o cenário rústico que revela toda a austeridade do Norte quanto a composição dos Stark, seu conceito de honra e retidão moral, assim como a constituição da família e a apresentação de seus membros: Ned e Catelyn Stark, os pais, e de cada um de seus filhos.

– Achei linda e incrível a cena em que Ned é comunicado da morte de Jon Arryn. Ficou IGUALZINHA aquela ilustração clássica do Ned debaixo da árvore limpando a espada!

– A chegada da família real também foi bem boa, assim como as cenas adicionais entre Cersei e Jaime. A estrutura de POV’s não funciona na televisão, então várias cenas precisam sofrer modificações, incluídas para melhor compreensão e retiradas porque o tempo é curto, mas até agora gostei demais das cenas adicionais. Estão sendo, como alguém disse, “cenas extras” dos livros.

– Catelyn está MUITO mais gostável na série. Muito fofa a interação dela com a Sansa, perguntando se ela quer sair de casa e ficar longe da mamãe =/ Aliás, todos os personagens foram envelhecidos e a Sansa ser uma adolescente em plena fase de explosão hormonal casa bem melhor também com várias das ações que ela terá ao longo da temporada (e que não vem ao caso agora). E a Catelyn parece bem mais amorosa na série de TV do que nos livros (sempre foi uma das personagens da qual menos gostei).

– Também, ao que parece, estão fazendo uma Cersei que é ao menos empatizável. Ela pode ser uma “vilã”, mas também tem seus problemas, como um marido que faz questão de desrespeitá-la.

– A Arya rouba todas as cenas onde está, como seu POV é um dos melhores de se acompanhar no primeiro livro.

– Pouca presença dos direwolves e eles são tão importantes! Senti falta especialmente do Ghost (o lobo albino do Jon).

– Tyrion é uma figuraça e sua frase clássica, “todos os anões são bastardos aos olhos de seus pais, mas nem todo bastardo precisa ser um anão” já apareceu. Excelente escolha do ator, mas como o “momento de glória” do Tyrion vêm mais adiante na temporada, apenas aguardando.

– A Daenerys foi mostrada bem como menininha passiva nas mãos do irmão abusivo. A atriz não chamou muita atenção no primeiro episódio, mas a atuação do louco-perturbado-ruim da cabeça Viserys é simplesmente espetacular. Pgou a essência do personagem.

– Outra sobre a Daenerys é que a primeira vez dela foi BEM menos romântica do que nos livros – e mais coerente, também.

– E o final do episódio… QUE FINAL!!!! Como não querer ver o próximo episódio?

***

Querem um site bem legal? Então fiquem com o guia oficial do espectador (em inglês, mas vale bem a pena, tem mapas lindos e as árvores genealógicas)

Até a próxima, com mais pipoca e com mais livros!

Ana Carolina